Seu blog pode ser o seu melhor currículum

Este  conteúdo é a união das duas partes que foram publicadas no Joga o Job. Como são conteúdos complementares, resolvi publicá-los aqui, apenas em texto e com pequenas adaptações.

Vamos lá…

A primeira pergunta que você precisa se fazer, antes de criar um blog para tratar de assuntos relacionados a sua profissão, é: “Eu gosto da minha profissão?”

Parece uma pergunta meio óbvia, mas se você não gosta, ou simplesmente não está satisfeito com a profissão que atua no momento em que resolver criar um blog profissional, dificilmente vai encontrar motivação no dia a dia para pesquisar e estudar, antes de escrever sobre os assuntos que propõe.

Ou vai fazer de qualquer jeito. E aí, o efeito vai ser inverso. Em vez de te ajudar, criar um blog profissional pode te atrapalhar – e muito – na sua carreira.

Mas, se a resposta for sim, o segundo e mais importante passo precisa ser dado:criar o blog.

Independente da plataforma que for usar no início, o mais importante é se preocupar com o conteúdo. Um layout bonito e bem organizado é de suma importância, sim, mas é o conteúdo que vai manter ele vivo e, principalmente, mostrar o quanto você domina sobre o tema.

Blog: termo simplificado de weblog (web+log), nada mais é do que um recurso que foi criado para registrar suas atividades na internet. O bom e velho diário, só queonline.

Se você pode expor sua opinião, e registrar conteúdos na internet, para todo mundo ler, por que não usufruir de forma positiva na sua vida profissional?

E isso não se restringe a pessoas que estão buscando oportunidade no mercado.

O empresário empreendedor também deve entender que produzir conteúdo é a melhor forma de mostrar e transmitir a credibilidade para seus clientes, ou futuros clientes, que está lidando com uma pessoa competente e que entende do mercado de atuação.

Mantendo um blog profissional você estuda todos os dias

 Independente da sua área de atuação, quando você decide entrar para o universo da blogosfera profissional, e tratar sobre assuntos profissionais, você é obrigado aestudar e pesquisar todos os dias. Claro, se é que você pretende atualizar o blog, todos os dias.

Não é regra, mas se você não pretende atualizar todos os dias, o ideal é que você deixe claro na sua proposta de conteúdo a periodicidade das atualizações, pois é isso que vai fidelizar e conquistar uma audiência qualificada frequentando e divulgando seu conteúdo.

O blog profissional pode ser o seu melhor curriculum

 Se você estuda e faz pesquisas diárias sobre o seu tema de atuação profissionalantes de escrever e publicar, mostra que você, além de se atualizar sobre seu mercado, é interessado e domina o assunto. Passa credibilidade para um futuro recrutador de talentos, por exemplo. E isso também é extremamente positivo na construção da sua marca pessoal. Você começa a servir de referência e ajudar outros profissionais.

Explore o networking que o blog profissional vai te oferecer

Construir um blog profissional, assim como qualquer rede de relacionamento, hoje em dia, deve ser uma via de mão dupla. Você precisa saber se relacionar com outros profissionais de forma madura.

Mesmo que você seja um estudioso  e entenda muito do assunto, ninguém gosta de um profissional arrogante que se acha dono da verdade.

Construa conteúdo e apresente-o de forma que você possibilite outros profissionais opinarem. Um blog profissional pode ser a melhor forma de você aprender com profissionais melhores que você. Interaja com outros blogs do seu segmento de mercado. Alimente o network de forma saudável, mas não force a barra.

Crie conteúdos expondo sua opinião no seu blog profissional

Crie conteúdos de opinião própria sobre os assuntos da sua área de atuação. Mas, muito cuidado com os artigos de opinião, pois eles sempre devem ter embasamento teórico claro e verdadeiro. Se concorda, explique o porque. Se discorda, idem.

Entenda que as pessoas têm todo direito de não concordar com seu ponto de vista, e você, idem. Mas vamos ser amigos. Vamos gerar discussão produtiva sobre o tema que gerou pontos de vista diferentes.

Na minha opinião, os artigos em que você expõe o seu ponto de vista profissional são os mais interessantes. São, geralmente, os artigos mais propícios a gerarem uma boa discussão, principalmente quando a opinião é contrária a sua.

Respeite pontos de vista diferentes

Opiniões diferentes só têm a somar nos seus estudos profissionais e no que você vai publicar no seu blog profissional. Se você não concorda com a opinião alheia, respeite.

Pontos de vista diferentes são sempre uma ótima oportunidade para iniciar um diálogo enriquecedor para ambas as partes. Sejaeducado e saiba se relacionar com sua rede de contatos* profissionais.

*Não perca tempo com gente que você sabe que não está ali para acrescentar.

Divulgue o seu blog profissional 

Divulgue o seu conteúdo, colha feedbacks e, ao longo do tempo, releia seus textos antigos, pois só não muda de opinião, quem nunca teve uma.

É comum você se deparar com textos que você mesmo escreveu e discordar da própria opinião. Além, é claro, de ser um exercício diário e tanto para que você escreva cada dia melhor.

Analise a performance do seu conteúdo 

E, por fim, uma dica bastante importante mas que também não é, necessariamente, uma obrigação de quem produz conteúdo:  analisar a performance dos textos produzidos.

Você não precisa ser nenhum expert em Analycts, se você já entende um pouquinho de métricas, basta linkar o seu blog no Google Analycts e acompanhar as métricas básicas disponíveis, como número de acessos, tempo que seus visitantes estão permanecendo no seu site, novas visitas, visitantes que retornam e por aí vai.

O que você precisa entender é que as métricas vão se “moldando” de acordo com o seu objetivo ao logo do tempo. E quando o assunto é produção de conteúdo sério, é bom entender que o seu objetivo principal é se comunicar com um uma audiência séria e exigente.

É normal que você comece um blog e, com o passar do tempo, desenvolva o interesse em  em entender mais sobre sua audiência, onde melhorar e, por que não, em formas de monetizar o seu conteúdo.

Mas vamos deixar para falar de dinheiro em um próximo post. Por enquanto a ideia aqui é mostrar como um blog profissional pode te ajudar na vida profissional.

Voltando às métricas básicas, de todas elas, uma das métricas que eu julgo mais importante de se analisar em um blog profissional com textos mais elaborados e extensos, é o tempo em que a pessoa passa no seu site. Ela vai mostrar se a pessoa realmente está “consumindo” o conteúdo.

Através da taxa de rejeição (bouce rate), por exemplo, você mensura isso facilmente. Afinal de contas, se você está escrevendo algo e opinando sobre determinado tema, seria interessante ter uma audiência para que o seu tempo não seja em vão e a sua opinião possa ajudar e inspirar outros profissionaisda mesma área.

Espero que as dicas tenham despertado algum tipo de insight ou te inspirado de alguma forma. Se você leu até aqui, fique a vontade para  discordar ou complementar com a sua opinião.

Tem algum projeto guardado e precisa de uma força pra começar, a dica é:comece! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *