Rotina: 5 atitudes para quebrar a rotina do dia a dia

Rotina: 5 atitudes para quebrar a rotina do dia a dia

Mesmo que você pense que não, nós somos cada vez mais, reféns de uma rotina diária, entendiante, imperceptível e que, provavelmente, está fazendo sua vida passar desapercebida e movida a feriados prolongados com postagens de gifs engraçadinhas, agradecendo pela chegada de mais uma sexta-feira.

E isso, definitivamente, não faz bem.

Antes de listar as dicas de 5 atitudes para quebrar essa rotina diária, gostaria de dizer que esse post não vai abordar pesquisas e dados científicos sobre o assunto. Mas, caso queira ler mais sobre rotinas e hábitos, e aí sim, com estudos mais aprofundados, recomendo “O Poder do Hábito”, do Charles Duhigg. Além de ser uma excelente livro, explica melhor como alguns de nossos hábitos, ou rotinas podem nos prejudicar na vida pessoal e profissional.

As 5 atitudes para sair da rotina que vou listar por aqui, são atitudes que eu tenho tomado depois de um período de reflexão, abordo da minha pequena Virago 250, sempre que consigo dar uma boa esticada na BR, sobre esse maldito ano de 2015 que está chegando ao fim.

Antes de prosseguir com a leitura, gostaria de ter pedir um favor para você que está lendo. Uma espécie de exercício que vai te fazer refletir melhor sobre rotina x realização, colocando no papel.

Liste 10 coisas “incríveis” que você fez em 2015 e 10 que você pretendo realizar em 2016 e guarde o papel. Isso pode levar algum tempo, tenha paciência. 

Anotou? OK. Se você conseguiu encontrar 10 tópicos incríveis em 2015, parabéns, isso é pra poucos.

Minha lista ficou com apenas dois itens: uma viagem que eu fiz para rever alguns amigos que não via há muito tempo e uma decisão que eu tomei na minha vida profissional.

O resto do meu ano eu assumo: eu cai na rotina.

Agora vamos as dicas de algumas atitudes que você pode tomar durante a semana, que aos poucos, podem fazer com que sua semana não seja sempre: casa-trabalho-academia-casa-comemorar a sexta-feira-casa-trabalho e etc…

 

Desapegue-se da sua playlist

rotina-cachorro-escutando-musica

Pelo menos uma vez por semana eu me dedico a escutar músicas diferentes do que eu estou acostumado a escutar. E isso vale para o dia todo. É normal a música fazer parte da nossa rotina e faz bem, mas que tal “quebrar” a ideia de que a música boa é a que você escuta?

Sim, parece estranho, mas depois que comecei a adotar, uma vez por semana, esse hábito, além de conhecer muitas músicas boas e diferentes, eu sempre ficava esperando o próximo dia da semana que faria isso, para conhecer novas músicas. Só o fato de ter um “evento diferente” no meio da semana, eu já me via colocando a mente para trabalhar de outras forma que não estava acostumado e que poderia me surpreender.

Ah, claro, não vale escutar uma ou duas, é um dia por conta de escutar músicas e gêneros que não estava acostumado.

 

Pratique outro idioma

Se na segunda-feira, por exemplo, você saiu da rotina e se dedicou a escutar e conhecer novas músicas, por que nãorotina-idioma dedicar um diazinho na semana para estudar outro idioma?

Atualmente eu reservo um dia para assistir algum filme ou série em inglês, ou ler algum texto. Não é só ler; é ler, entender e estudar com calma. Se você já é fluente em inglês, pode partir para outro idioma.

A ideia de sair da rotina me ajudou a entender que a gente pode aprender coisas novas todos os dias, sem paranóia, e que isso faz sua mente trabalhar diferente.

 

Leia…

rotina-leitor

OK, aqui você pode achar que não estou pedindo nada demais, certo? Não quando estamos falando de uma era onde opiniões estão pautadas por títulos sensacionalistas e sem conhecimento aprofundado de causa.

A ideia da leitura como atitude para quebrar a rotina é a mesma da música; leia sobre algo que você não entende ou foge completamente da sua área de atuação.

Se for ficção, tente ler algo que normalmente você não procuraria para ler ou, para os mais ousados, algo que você tenha um preconceito formado. No meu caso, comecei a ler mais sobre budismo e mecânica de motos. Sempre tiver interesse em ambos, mas nunca me aprofundei.

Resumindo: dedique uma hora – ou mais – do seu dia, para ler. Longe do computador e do smartphone, de preferência.

Planeje algo grande a longo prazo; sonhe alto.

Há alguns dias, conversando com alguns amigos em uma mesa de bar – os mesmos que me despertaram essa vontaderotina-sonhos de questionar o meu dia a dia – um deles disse que sonhava em viajar por um longo roteiro pela América do Sul de Moto. Bingo! Depois desse papo, marcamos o ano em que vamos realizar tal viagem. Não é algo simples e vai exigir planejamento e preparação, mas vamos realizar.

Hoje me vejo com um objetivo a longo prazo, empolgado e fazendo amizade com pessoas que já fizeram tal viagem, lendo sobre os países que passaremos e, até mesmo, em escrever um livro sobre a experiência. Falando em livro, recomendo que leia “A Caminho do Atacama”, do Rômulo Provetti. A leitura é excelente, seja você motocliclista ou não. Até porque o nosso tema aqui é sair da rotina e descobrir coisas novas.

 

Substitua hábitos desnecessários

rotina-habitosSe você parar para refletir sobre sua rotina semanal, com certeza você vai encontrar algum hábito desnecessário que possa ser substituído ou até mesmo abandonado.

E esse hábito “desnecessário” pode ser, desde o simples cafezinho “sagrado” da padaria antes do trabalho, até a perigosa arte de procrastinar.

Não precisa abandonar, mas, se você tem o costuma de repetir algo todos os dias da semana, pode ter certeza que isso caiu na rotina e que se você substituí-lo por outro “algo”, já estára quebrando-a.  No meu caso, e isso foi difícil, estou me acostumando a comer frutas e ficar com fome o dia todo.

Até certo ponto a rotina é necessária. Mas organizar essas rotinas para que você não viva apenas delas, é importante. A vida tá passando muito rápido e a gente não pode viver no piloto automático. A graça de pilotar é saber como chegar e pra onde está indo, descobrindo que você pode mudar a direção.

Se você leu até aqui,  muito obrigado e até o próximo textão post. 🙂

Deixe um comentário